Aquisições da Biblioteca

Confira abaixo as aquisições da biblioteca em ordem cronológica.

O Portal de Rashomon: um ministério do Japão antigo

I. J. Parker, Tradução de Vera Maria Marques Martins. São Paulo Editora BestSeller, 2002

Em português
ver resenha

“Japão, século XI, na universidade de Heian Kyo, capital do império, circulam os mais veneráveis e eruditos mestres do Oriente. (…) O jovem Akitada Sugawara atendendo aos apelos de um antigo professor, se faz passar por seu assistente a fim de desvendar um caso de chantagem que se desenrola nos bastidores da escola. Uma escalada de brutais assassinatos e de acidentes estranhos desafiam a inteligência de Sugawara e o arrastam para a zona mais escura da alma humana, onde reinam a ambição, o ciúme e a mais fina e sofisticada crueldade.” (da contra-capa)

Viagem ao Japão

Introdução, seleção, tradução e notas de Renata Cordeiro, São Paulo Landy Editora, 2004

Em português
ver resenha

“Este livro mostra as nuanças variadas do Japão. Está dividido em três partes – a primeira introduz as origens, a história, a religião e outros temas de valor específico na constituição da cultura e feição do Japão. A segunda traz uma antologia de textos de viajantes europeus, que narram fatos, descrevem detalhes da vida japonesa do século XIX e mostram muito do temperamento, nuances políticas, artísticas e religiosas do povo japonês. A terceira traz 100 haicais originados de poetas japoneses, de Sogi a Shiki. Antecede os poemas, uma introdução que aborda as origens, a estrutura, forma e conteúdos.

Amor Insensato

Junichiro Tanizaki; tradução do Jefferson José Teixeira. São Paulo:Companhia das Letras, 2004

Em português
ver resenha

Descreve a peculiar relação entre um homem adulto e uma garota muito jovem, nas primeiras décadas do século XX. É um livro revelador sobre o início do processo de ocidentalização da cultura japonesa. O engenheiro Joji Kawai se encanta por Naomi, jovem garçonete cujo maior desejo é estudar. Joji assume o papel de seu tutor e leva-a para viver consigo. Os dois desenvolvem uma relação “inocente”, ele orienta os estudos de inglês e música da menina e lhe dá demorados banhos de banheira, “brincadeiras” registradas por escrito e em fotos num diário mantido por Joji.