Artigos

Butô(s) na América Latina: uma reflexão crítica 02/08/2013

Nas categorias: Butô , Corpo , Arte contemporânea

Christine Greiner Professora-doutora do Departamento de Linguagens do Corpo da PUC-SP. Ensina no curso de graduação em Artes do Corpo e no Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica, onde coordena o Centro de Estudos Orientais. Foi bolsista da Fundação Japão em 1995 e 2001, pesquisadora visitante do Centro Nichibunken em 2005 e da

Reflexões sobre Design Japonês, Sustentabilidade e Interculturalidade 18/06/2013

Maria Cecília Loschiavo dos Santos Professora Titular de Design da Universidade de São Paulo. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq. Graduação (1976), Licenciatura (1977), Mestre (1985) e Doutora (1993) em Filosofia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Obteve o título de livre-docente pela Faculdade de Arquitetura e

Teatro Tradicional Japonês 18/03/2013

Darci Kusano é live-docente em artes cênicas pela Universidade de São Paulo. Autora de Yukio Mishima: o homem de teatro e de cinema (Perspectiva). Foi bolsista da Fundação Japão na Universidade Rikkyo em Tokyo (2010-2011). RESUMO: As quatro grandes expressões cênicas do Teatro Tradicional Japonês são o nô e o kyôguen, conhecidos no seu conjunto

Breve ensaio sobre a economia japonesa e sua relação com o Brasil 28/11/2012

Silvio Miyazaki Professor Doutor de Economia da Universidade de São Paulo na Escola de Artes, Ciências e Humanidades. Doutor em Economia pela Fundação Getúlio Vargas-São Paulo. Foi pesquisador visitante na University of Tokyo com bolsa da Fundação Japão.  É autor do livro “As origens do investimento japonês na Ásia”. RESUMO: Apesar da economia do Japão

Literatura Japonesa – Um olhar curioso sobre produções curiosas 28/11/2012

Neide Hissae Nagae Docente e pesquisadora do Curso de Graduação em Língua e Literatura Japonesa e do Programa de Pós-Graduação em Língua, Literatura e Cultura Japonesa do Departamento de Letras Orientais da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Desenvolve trabalhos nas áreas de Língua e Literatura Japonesa Clássica e Moderna, tradução e

Inserção internacional do Japão e do Brasil no século XXI 28/11/2012

Alexandre Ratsuo Uehara Mestre e Doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. Foi pesquisador visitante na Universidade Keio (1993) e na Universidade Sophia (1999-2000), ambos como bolsista da Fundação Japão. Atualmente é Diretor Acadêmico das Faculdades Integradas Rio Branco (FRB) e Membro do Grupo de Análise da Conjuntura Internacional/USP – responsável pela área

Propuestas para un budismo popular en la época de Kamakura Amidismo y Zen, antagónicos o complementarios? 31/03/2011

Liliana García Daris – Universidad del Salvador, Buenos Aires – Argentina Luis Díaz Broughton – Universidad de Santiado de Chile RESUMEN: El Budismo de la época Kamakura (1185-1333) fue testigo de una expresión única de un espíritu democrático, a pesar de las diferencia doctrinales entre las distintas escuelas budistas japonesas. Por un lado, encontramos el

Japanese Direct Investment in Latin America in the Nineties* 31/03/2011

Eduardo Kiyoshi Tonooka Professor at Faculdades Oswaldo Cruz (São Paulo, Brazil) and Senior Economist at LCA Consultores. Visiting Researcher at RIEB in the 1999-2001 period. RESUMO: Este artigo investiga os determinantes do investimento direto externo japonês na América Latina na década de 1990. A análise considera onze países (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador,

O crescimento econômico e os investimentos diretos japoneses no Brasil. (Economic growth and the Japanese direct investments to Brazil.) 31/03/2011

Alexandre Ratsuo Uehara Presidente da Associação Brasileira de Estudos Japoneses Professor nas Faculdades Integradas Rio Branco e Universidade São Marcos Membro do Grupo de Conjuntura Internacional da Universidade de São Paulo RESUMO: O trabalho buscar trazer uma avaliação do ambiente econômico brasileiro sobre os fluxos de investimentos diretos estrangeiros (IDE) japoneses ao Brasil, com o

O comércio bilateral Brasil-Japão: passividade no contexto do novo regionalismo asiático. 31/03/2011

Silvio Miyazaki Professor do Departamento de Economia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo RESUMO: Se considerarmos que o Japão tem feito iniciativas para aumentar o seu comércio internacional através de acordos de preferências comerciais, o Brasil tem tido uma atitude passiva ainda mais quando o comércio bilateral entre os dois países tem sido reduzido.