Agenda


Narração de estórias japonesas

Publicado por FJSP em Arte e Cultura Biblioteca Língua Japonesa

Sem comentários

Narração Estórias Japonesas

Kamishibai: contação de histórias através de desenhos

Teve sua primeira apresentação em 08 de maio de 2010

Horário:
14h – Primeira sessão (japonês)
14h30 – Primeira sessão (português)
15h – Segunda sessão (japonês)
15h30 – Segunda sessão (português)

Local: Fundação Japão em São Paulo
Av. Paulista, 37 – 2º andar
Próximo à estação metrô Brigadeiro

Acesso para portadores de necessidades especiais

Entrada Gratuita


Informações:
11 3141-0110 / info@fjsp.org.br

Narração de estórias japonesas inaugura novo horário da biblioteca da Fundação Japão

A Fundação Japão em São Paulo realiza, a partir de maio, juntamente com a abertura da biblioteca aos sábados, narrações de estórias através de kamishibai (narração de estórias com utilização de painéis de desenho), uma vez por mês. A sua estréia será no dia 8 de maio no espaço ao lado da biblioteca, com quatro sessões (duas em japonês e duas em português).
O novo horário de funcionamento da biblioteca é de terça a sexta-feira, das 10h30 às 19h30 e aos sábados, das 10h30 às 18h30.

A origem do kamishibai remonta à era Edo, mas foi difundido em todo o país por volta dos anos 30. É uma arte direcionada principalmente para crianças onde um contador narra teatralmente uma estória mostrando desenhos. No Japão, desde antigamente, havia-se o costume de contar estórias mostrando desenhos. Isto era chamado de “etoki”.

Mesmo no clássico da literatura japonesa “Genji Monogatari”, há cenas em que amas narram estórias para as princesas desse modo. Kamishibai contém dezenas de desenhos sobrepostos mostrando o desenrolar de uma estória. O contador mostra à platéia o desenho na ordem da estória e os vai narrando, interpretando cada um deles.

Narração Estórias Japonesas

Foto: Ana Marcia Shimada

Por volta de 1946, o kamishibai de rua começou a ficar popular e os contadores de estória rodavam as ruas da cidades levando na bicicleta o kamishibai e os doces. Eles chamavam as crianças batendo as castanholas, vendiam os doces e quando havia uma boa platéia começavam o kamishibai. Recentemente, em países como Vietnã e Laos, o resultado educativo do kamishibai está sendo bem avaliado. Diferentemente de mídias unilaterais como a televisão, o kamishibai tem a característica de ser bilateral e criar uma ligação do contador com a platéia.

A primeira peça será “Taberareta yamanba (A bruxa que foi comida)”

Narração de Estórias Japonesas

Imagem: Reprodução

Público-alvo: é voltado para crianças de 4 a 12 anos e seus responsáveis, mas aguardamos a presença de alunos de língua japonesa, pessoas ligadas ao ensino de língua japonesa e por aqueles que se interessam por kamishibai.

* Se você tem interesse em contar estórias em kamishibai, seja em japonês seja em português, de modo voluntário, entre em contato com a responsável pelo evento: Cristina Maki Endo 11 3141-0110


Serviço

Kamishibai: contação de histórias através de desenhos

Teve sua primeira apresentação em 08 de maio de 2010

Horário:
14h – Primeira sessão (japonês)
14h30 – Primeira sessão (português)
15h – Segunda sessão (japonês)
15h30 – Segunda sessão (português)

Local: Fundação Japão em São Paulo
Av. Paulista, 37 – 2º andar
Próximo à estação metrô Brigadeiro

Acesso para portadores de necessidades especiais

Entrada Gratuita


Informações:
11 3141-0110 / info@fjsp.org.br


Deixe uma resposta


Seu e-mail não será publicado. Seu comentário poderá ser moderado.